ITALY MUSEUM: Ingressos Museus. Roteiros guiados e experiências
Agência de Turismo Italiana Oficial

Mapa de Nápoles

POR QUE VISITAR NÁPOLES?

Visitar Nápoles em si já é uma aventura. Nápoles é uma cidade com um espírito especial, completamente vibrante e cativante. É a maior cidade do sul da Itália e a sua proximidade a maravilhosas cidades costeiras e sítios arqueológico faz dela uma das paradas obrigatórias para todos que visitam a Itália.
Se um estrangeiro pergunta por que visitar Nápoles, a resposta é mais simples do que você pode imaginar. Simplesmente porque Nápoles é cor, é Vesúvio, é arqueologia, é Pompeia, é mar, é um povo feliz, é engarrafamento, é barulho, folclore, música e pizza!

UM POUCO DA HISTÓRIA DE NÁPOLES

A história de Nápoles começa com os gregos de Eubeia, que no início do século VIII a.C. fundaram a primeira colônia grega do Ocidente na ilha de Ísquia: Pitecusas. No mesmo século os colonos que fugiam da ilha por causa de fenômenos geológicos fundaram a cidade de Cumae que, um século depois se tornou a cidade de Parthenopes no monte de Pizzofalcone. Mais tarde, a partir do século V a.C., os gregos a chamaram de Neapolis.
O século XVI foi um dos períodos mais prósperos da história napolitana. Os vice-reis espanhóis que governavam o reino em nome de Fernando II de Aragão, Carlo I e mais tarde de Filipe II, restauraram a ordem da nobreza local.
Durante os séculos XVIII e XIX, Nápoles alcançou o seu período de maior prosperidade como capital do Reino das Duas Sicílias. Sob a dinastia dos Bourbon foram construídos muitos prédios, edifícios e museus na cidade, que acabou se tornando um dos mais importantes centros de desenvolvimento cultural e industrial da Europa.
Após a Segunda Guerra Mundial, Nápoles começou a crescer e transformou-se em um grande aglomerado urbano. Na antiga cidade, tipicamente mediterrânea, foram estabelecidos os escritórios de grandes empresas nacionais e internacionais, escritórios administrativos e uma pequena parte da população se dedica ao artesanato tradicional. Em 23 de novembro de 1980, o terremoto foi responsável por profundas mudanças: a cidade começou a se expandir a sul e a este, na região de Nola, na faixa sob o Vesúvio, a norte de Caserta e ao longo da costa.

O QUE É NÁPOLES ATUALMENTE?

Nápoles é uma das maiores e mais fascinantes cidades do Mediterrâneo. Esta cidade domina o golfo que leva o seu nome e se estende da península de Sorrento até a zona vulcânica de Campos Flégreos, que oferece uma vista extremamente encantadora do imponente vulcão Vesúvio e, de longe, é possível ver as três magníficas ilhas, Capri, Ísquia e Procida.
Nápoles é a cidade mais populosa da Itália meridional, capital da Campânia. A cidade metropolitana de Nápoles tem quase um milhão de habitantes, mas junto aos habitantes da sua área metropolitana, chega a 3,7 milhões.
A cidade de Nápoles possui uma grande riqueza histórica, artística, cultural e gastronômica e o seu centro histórico foi declarado Patrimônio da Humanidade UNESCO. Muitos povos deixaram a sua marca em Nápoles, entre eles: gregos, romanos, bizantinos, normandos, franceses e espanhóis.

CURIOSIDADES SOBRE NÁPOLES

Você sabia que existe uma cidade subterrânea sob Nápoles? É um impressionante labirinto de galerias que atravessam o centro histórico de Nápoles. Os gregos criaram estes depósitos subterrâneos para armazenar água, depois os romanos expandiram o aqueduto interno que conecta os depósitos com galerias para controlar o armazenamento da água. Durante a Segunda Guerra Mundial, foram usados como abrigo para se defender dos bombardeamentos da cidade.

ATRAÇÕES DE NÁPOLES

Nápoles é uma cidade caótica, mas ao mesmo tempo é uma cidade rica de arte e de história. Também é a base ideal para excursões a lugares incríveis como Vesúvio, Capri, Pompeia e Sorrento. Selecionamos uma breve lista de coisas imperdíveis em Nápoles (veja o Mapa de Nápoles):
Castelo do Ovo: é um castelo localizado em uma ilha de Megaride, na cidade de Nápoles, de onde é possível apreciar uma maravilhosa vista panorâmica do golfo.
Museu Nacional de Capodimonte: este museu está localizado dentro de um edifício construído no século XVIII sob ordens de Carlos III, rei de Nápoles. Atualmente é uma galeria de arte com obras de grandes artistas como Ticiano, Greco, Caravaggio e Rafael.
Galeria Umberto: uma grande galeria comercial construída em 1890, cujo resultado é um imponente complexo arquitetônico. Encontra-se na frente do edifício do Teatro de Ópera.
Via San Gregorio Armeno: esta é uma rua cheia de lojas e empresas dedicadas à exposição e venda de figuras para presépios. Nela você encontrará literalmente peças para todos os gostos e tamanhos, algumas são colecionáveis e de grande valor.
Praça do Plebiscito: é a praça mais famosa de Nápoles. Celebrações, eventos e atividades culturais são realizadas nela, é o coração da cidade e está rodeada por importantes edifícios e pontos turísticos.
Pompeia: muito perto de Nápoles está a antiga cidade romana de Pompeia, conhecida por ter sido enterrada pela lava após a erupção do Vesúvio no ano 79, embora tenha sido descoberta em 1748. Desde então, tornou-se um centro arqueológico e hoje é possível ver a maioria das ruínas da cidade e também dos corpos petrificados após tantos séculos.

Nápoles: Atrações