ITALY MUSEUM: Ingressos Museus. Roteiros guiados e experiências
Agência de Turismo Italiana Oficial

Mapa de Veneza

POR QUE VISITAR VENEZA?

Veneza é uma das cidades mais bonitas do mundo. Mesmo se você tiver visto fotos ou ouvido falar, nada será igual à emoção de atravessar os seus canais e pontes. Veneza é uma cidade para descobrir lentamente, dona de um charme particular. Os canais de Veneza são famosos no mundo todo e são a sua principal atração. Outras cidades do planeta possuem lugares parecidos, mas nenhuma é bela como Veneza. É impossível visitar esta cidade e não se apaixonar pelas gôndolas, pontes e canais.

UM POUCO DA HISTÓRIA DE VENEZA

Existem poucas cidades como Veneza, onde as origens se misturam fortemente com acontecimentos reais, lendas e mitos, como a história de que Veneza surgiu do nada, uma ilha no meio de uma lagoa inóspita, onde homens e mulheres se refugiavam das invasões do século V. A confederação da Lagoa não era independente, e foi incorporada ao Império Bizantino na metade do século VI como parte da província do Vêneto. No final do século VII, o governo passou para as mãos de um duque escolhido pela população. No ano 742, foi fundada a capital da província: Malamocco, uma comunidade no Lido, uma ilha que delimitava a Lagoa no Mar Adriático.
Com o conflito entre o Império Bizantino e o de Carlos Magno, Pepino, filho do Imperador Franco, tentou conquistá-la, mas os venezianos rejeitaram o ataque. Os venezianos permaneceram sob o controle do Império Bizantino, fato que marcou também as manifestações artísticas. O fato estar longe de Constantinopla concedeu a Veneza uma autonomia maior. e a capital Malamocco foi transferida à uma ilha do centro da lagoa. Um acontecimento muito importante foi a chegada dos restos do Apóstolo São Marcos em 828, que deu início a construção da basílica que atualmente os abriga.
O pequeno arquipélago que cercava o Rialto se transformou no coração do Ducado e a sua urbanização se tornou cada vez mais evidente. Houve um grande desenvolvimento da navegação e um crescimento do poder marítimo que levou Veneza a dominar o comércio do Mediterrâneo. A comunidade do Rialto acabou se tornando o coração de Veneza, unindo 118 ilhas com 400 pontes. Para drenar a terra, mais de 200 canais foram construídos, começando pelo Grande Canal, a principal estrada que se estende por 3,2km entre as ilhas e que durante os séculos foi cercada por grandes construções. Devido à pouca solidez da terra, os edifícios se desenvolveram criando uma verdadeira floresta de pilares submersos.
O Estado tinha uma forte rivalidade com outras Repúblicas Marítimas, como Gênova. Após muitas lutas, conseguiu estender o seu próprio território até o continente, conquistando Padova, Vicenza, Verona, Bergamo e Brescia. Assim, obteve o nome de "A Sereníssima", começando o seu período mais próspero. Veneza viveu um período de desenvolvimento artístico incrível, transformando-se durante o Renascimento em um importante centro cultural. A cidade despertou o interesse de muitos artistas, que foram os principais mestres do maneirismo veneziano. No século XVII, a tradição artística continuou com obras de Giovanni Battista Tiepolo e Pietro Longhi, além da inovação teatral de Goldoni, que inventou a comédia italiana, e também com as esculturas de Antonio Canova e a arquitetura de Palladio inspiradas no estilo neoclássico.

O QUE É VENEZA ATUALMENTE?

Atualmente Veneza é um museu ao ar livre e conta com uma reputação legendária devido ao seu patrimônio, ponto de referência da pintura europeia. A riqueza daqueles que tiveram o poder nesta cidade, como a Igreja, políticos e alguns comerciantes, tornou possível o patrocínio de pintores, arquitetos e artistas em geral, começando com Gentile Bellini no século XV até Francesco Guardi no final de século XVIII, passando, entre outros, por Giovanni Bellini, Ticiano, Giorgione, Sebastiano do Piombo, Tintoretto, Veronese, Jacopo Bassano e Giambattista Tiepolo. Muitos destes artistas não eram venezianos, mas foram atraídos pelo charme desta cidade.
O enorme patrimônio de Veneza e a sua história milenar fizeram com que fosse reconhecida Patrimônio Mundial da UNESCO em 1987, com uma distinção particular para o seu centro histórico e para a lagoa. Atualmente Veneza está em uma luta constante com o crescente nível do mar e com as marés que podem levar a cidade a ficar completamente submersa.

CURIOSIDADES SOBRE VENEZA

Você sabia que as gôndolas são um dos símbolos mais famosos de Veneza? Esta embarcação tipicamente veneziana possui 11 metros, pesa 600kg e é construída seguindo antigas técnicas artesanais de grande complexidade por mestres artesãos no "Squero" (estaleiro) de San Trovaso.
Você sabia que a Campanário de Veneza desmoronou em 1902? O Campanário ou Torre de São Marcos que é visível atualmente em Veneza é uma réplica construída em 1912 que mantém as mesmas características originais do campanário construído em 1514.
Você sabia que o Carnaval de Veneza é o principal evento da cidade? Sem dúvidas o Carnaval de Veneza é um espetáculo maravilhoso que Napoleão Bonaparte proibiu durante os anos da ocupação francesa por medo de uma conspiração. Desde o século XX, voltou a ser comemorado atraindo centenas de turistas todos os anos.

ATRAÇÕES DE VENEZA

Veneza é uma cidade única, onde a arquitetura, os canais e a história se misturam em uma combinação perfeita. Veneza é repleta de atrações, algumas delas são (veja o Mapa de Veneza):
Praça de São Marcos: é um dos lugares mais bonitos de Veneza, é cercada por edifícios famosos como a espetacular Basílica de São Marcos, o Campanário com 100 metros de altura e o magnífico Palácio Ducal.
Basílica de São Marcos: esta obra-prima de estilo bizantino construída em 828 é um dos símbolos da cidade, além de ser o templo religioso mais importante de Veneza.
Palácio Ducal: um edifício de construção gótica que se diferencia por possuir no seu interior várias pinturas de Tintoretto e Veronese, é um dos monumentos mais importantes de Veneza.
Museu Correr: abriga pinturas, esculturas, móveis, instrumentos navais e muito mais. Com estas obras e outros objetos, conta a história de Veneza desde a sua fundação até a sua adesão à Itália no século XIX.
Galerias da Academia: uma visita essencial para quem é apaixonado pela pintura. Entre os seus quatros há obras de artistas importantes como Veronese, Canaletto, Tintoretto, Ticiano e Bellini.

Veneza: Atrações